quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Oi e Portugal Telecom anunciam fusão

A Portugal Telecom é presença constante no Brasil há pelo menos dez anos. Ela era coproprietária da Vivo até 2010, quando vendeu sua parte e se tornou uma das principais acionistas da Oi. Agora, as duas empresas vão se fundir para criar uma gigante global das telecomunicações.


A Oi e a Portugal Telecom assinaram um memorando de entendimento que, na prática, firma a fusão entre as duas. A nova empresa se chamará CorpCo e terá sede no Brasil.


As duas empresas já eram muito próximas: Zeinal Bava comanda as operações da PT em Portugal e da Oi no Brasil; ele será o presidente da CorpCo, “o operador líder nos países de língua portuguesa”. São mais de 100 milhões de clientes distribuídos por Brasil, Portugal, Macau e alguns países da África.


O que a fusão muda para você? Inicialmente, não muito: as marcas da Oi e PT continuarão as mesmas, por exemplo. Mas isto pode ser algo bom para o futuro: em tese, como a Oi se fortaleceu, ela terá condições de investir em sua rede e fazer melhorias na cobertura.


Telecartofilia é cultura! Colecione.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Oi lança cartão de orelhão recarregável

A operadora Oi começou a testar em algumas cidades, como Manaus e Recife, o cartão recarregável para fazer ligações de orelhões.


As recargas poderão ser feitas em todos os atuais pontos de venda de cartões para orelhão e também nos pontos de venda de recargas para celular pré-pago Oi.


O cartão recarregável dá sequência a outras iniciativas com objetivo de revitalizar os telefones públicos. A Oi começou a testar em 2012, em Florianópolis, o orelhão que oferece acesso gratuito à internet por tecnologia wi-fi.

Telecartofilia é cultura! Colecione.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Entrevista com Kátia Azevedo para TV UNIESP

Colecionadora e profunda conhecedora quando o assunto é cartões telefônicos, a carioca Kátia Azevedo tem um acervo com mais de 1 milhão de peças. Telecartofilista apaixonada, possui raridades no seu arquivo pessoal.



Para ela, os extintos cartões telefônicos eram uma mídia em potencial pois guardavam e replicavam conteúdos históricos, sociais e pedagógicos a milhares e milhares de brasileiros.

Telecartofilia é cultura! Colecione.