domingo, 4 de novembro de 2007

Colecionadora de 61 anos possui mais de 11 mil cartões telefônicos

Notícia publicada no Jornal O Mossoroense

ASSÚ - O primeiro telefone público a cartão no Brasil foi inaugurado em 1992. Até então, quem precisasse usar um orelhão tinha que aturar as velhas fichinhas telefônicas, reutilizáveis e encardidas de tanto passar de mão em mão.

Aos poucos, o cartão telefônico foi se impondo e seus adeptos surgindo. Logo apareceram os colecionadores e uma nova modalidade de colecionismo: a Telecartofilia.

Foi exatamente nessa época que a senhora Maria Salete de Melo Bezerra, nascida em Ipanguaçu, mas residente em Assú, hoje com 61 anos, começou a acompanhar o neto Bruno Vinícius, um jovem colecionador de apenas 5 anos de idade.

Junto aos orelhões da antiga Telern, hoje Telemar, Bruno costumava pedir aos usuários cartões sem unidades para sua coleção.

"Sempre fui muito cuidadosa com meu neto e não o deixava sair sozinho, pois ele ainda era muito pequeno", conta dona Salete.

À época as companhias telefônicas já haviam criado as séries de cartões para colecionadores. Uma delas era a do piloto de Fórmula 1 Ayrton Sena, um ídolo de Bruno Vinícius.

Mesmo com toda dedicação de colecionador, Bruno não conseguiu todos os cartões do seu ídolo, pois algumas séries temáticas tiveram pequena tiragem, o que dificultou a vida de muitos colecionadores. "Ele ficou desgostoso e não quis mais continuar colecionando. Mas eu já havia tomado gosto pela coisa e assumi a coleção de meu neto, com todo carinho", afirma Salete.

Estratégia de abordar usuários para adquirir cartões foi herdada do neto

A estratégia utilizada por Marisa Salete para adquirir os cartões foi herdada pelo neto. Dona Salete costuma abordar usuários em orelhões públicos da cidade. Como é bastante conhecida na cidade, as pessoas não se incomodam.

Dona Salete possui hoje uma coleção invejável contendo mais de 11 mil cartões. Dentre eles, séries completas e raras.

Uma que chama bastante atenção é composta por 24 cartões, ilustrados com a saga de Lampião e o ataque do cangaceiro a Mossoró, única cidade do Nordeste onde o bando foi expulso pela própria população.

Atualmente uma insatisfação gerada entre os telecartofilistas é a escassez de cartões temáticos lançados pela Telemar, nos 16 estados em que a companhia está presente. A Telemar tem se preocupado em criar estampas de cartões com anúncios da própria empresa. Para dona Salete isso é decepcionante.

Mas, como boa telecartofilista, ela não desiste. E sugere: "Em parceria com a prefeitura, a Telemar poderia lançar uma série temática de cartões sobre a cidade do Assú".

Dona Salete acertou em cheio, pois motivos não faltam. Para lançar a série poderia ser aproveitado o tema do "São João mais antigo do mundo" que leva o nome de Assú a várias partes do mundo.

Telecartofilia é cultura! Colecione cartões telefônicos.


4 comentários:

  1. On Islands site you can find more than 10 collectors that have over 20,000 cards in their collection. You can see:
    http://telecards.islands.co.il/browsecoll.php?orderby=collect

    ResponderExcluir
  2. Olá, Muito interessante esta postagem sobre D. Marisa, colecionadora da cidade de Assu. Sugiro a Vocês que publiquem uma postagem sobre o primeiro colecionador da cidade de Mossoró-RN, Sr. José Carlos Primo. Ele começou a colecionar justamente quando surgiu a série referente a ECO 92. E de lá pra cá ele conseguiu enriquecer sua bonita coleção com 15.000 (quinze mil cartões). No ano de 1999 eu também comecei a colecionar incentivado por ele. Hoje tenho 19.500 cartões na minha coleção.
    Caso queira postar uma matéria sobre O Colecionador José Carlos Primo, que também colociona moedas, posso dar mais informações, inclusive posso enviar uma foto do mesmo.
    Aguardo.

    ResponderExcluir
  3. Vendo coleção de cartão telefônico, 1448 sem ser repetidos e de brinde 358 repetidos. Sendo 3 franceses e 14 japoneses

    ResponderExcluir
  4. vendo coleção de 1448 cartões, sendo 3 franceses e 14 japoneses, e de brinde 358 repetidos. favor entrar em contato no email.

    ResponderExcluir